domingo, 9 de setembro de 2007

Percepção

Saber diferenciar uma nota aguda de outra mais grave e entender (ouvindo) como se organiza a contagem do pulso (ritmo) são princípios rudimentares na formação musical. Essas habilidades, ao contrário do que se pensa, não partem apenas do chamado “talento” ou “ouvido” musical. São elementos que podem (e devem) ser aprimorados com estudo.

A percepção permite um “diálogo” muito mais rápido entre o que o músico pensa e executa . Seja para tocar ou para registrar as suas idéias, o nível de percepção musical faz toda a diferença.

Uma boa percepção começa a se formar quando o músico aprende a diferenciar os acordes maiores dos menores. Com o tempo o ouvido vai “filtrando” informações e as especificando ainda mais. O estudo de intervalos (distância entre notas) entra em questão. O ouvido deverá aprender a reconhecer intervalos de ½ tom, 1 tom, 2 tons, etc.

O mesmo acontece em relação à questão rítmica. A compreensão das formas de compasso binária, ternária e quartenária são organizadoras de todas as informações rítmicas que sucederão o estudo. Outro aspecto fundamental é aprender a identificar a unidade de tempo de cada compasso para que, dessa maneira, se possa somar ou dividir tempos.

Existem muitos músicos intuitivos nesse assunto. Normalmente, neste caso, eles têm a percepção desorganizada. Mas a percepção existe. E jamais seriam músicos se não a tivessem.

É impossível alguém cantar afinado sem ter percepção de grave e agudo. É impossível alguém fazer qualquer ritmo, por mais simples que seja, se não tiver a percepção educada para isso.

A boa notícia é que ninguém precisa se preocupar caso ache que não tem boa percepção. Existem métodos e professores para isso.

Mas ninguém deve supor que não precisa estudar o assunto. Sob pena de ninguém gostar do seu show e você nem mesmo conseguir “perceber” o porquê dessa “injustiça”...
www.violao-ensino.com


Acessos:

Um comentário:

Juninho disse...

Muito legal o seu blog, eh isso ae meu amigo gostei mto dos topicos. parabens e força sempre!